Obesidade

A obesidade é um sério problema de saúde pública atual. Sua etiologia e o aumento de sua prevalência estão relacionados com diferentes aspectos, desde fatores internacionais (como desenvolvimento); nacionais ou regionais (urbanização, educação); locais (segurança pública, saneamento, presença de alimentos processados, preço dos alimentos e acessibilidade, impacto da mídia); além de questões de trabalho, familiares, alimentação nas escolas entre outros.

A relação entre obesidade e problemas de saúde é evidenciada pela ciência, e muito se discute a importância de seu controle para saúde e melhor qualidade de vida; mesmo assim, as estratégias existentes para tratamento não mostram bons resultados (e alguns tratamentos causam danos).

Portanto, o GENTA defende uma visão ampliada para o problema, que considere a obesidade juntamente com os transtornos alimentares (uma vez que os dois quadros podem coexistir, ou migrar de um para o outro), e propõe um tratamento que vise os comportamentos relacionados à alimentação e atividade física e não apenas o peso ? que não é um comportamento.

Inclusive o ?alarde? e sobre o tema não é apontado como positivo, Hill (2007) afirma que apresentar a mudança de prevalência (de obesidade) ?como epidemia ou pandemia não ajuda. É improvável de motivar o público em geral para mudanças em seu comportamento; não tem ajudado aqueles que trabalham com pesquisa ou na prática clínica - mesmo aumentando a cobertura, não tem havido maior liberação de recursos; nem tem sido benéfico ao trabalho com transtornos alimentares. Ao invés disto, o resultado tem sido reverter a obesidade como uma falha do estilo de vida e fazer o obeso se culpar por sua falha de determinação.?

            Além das consequências clínicas, a obesidade pode ter conseqüências psicológicas e sociais, uma delas é a estigmatização e o preconceito. O estigma social é uma desaprovação de características de algumas pessoas que levam à marginalização; e o preconceito manifestado em discriminação ? que envolvem culpar as pessoas obesas por sua condição.

Pesquisas têm mostrado que indivíduos obesos são percebidos como não-atrativos, preguiçosos, sem força de vontade, menos agradáveis, menos disciplinados, incompetentes, menos saudáveis, menos confiantes, como piores trabalhadores e mais infelizes e são vistos como responsáveis por sua condição.

Além do estigma, preconceito e discriminação ocorrerem nas famílias, na sociedade, no trabalho, entre amigos, vários estudos mostram que profissionais da área da saúde (incluindo nutricionistas) também endossam estereótipos negativos sobre a obesidade e as pessoas obesas. A importância deste fato é o comprometimento dos cuidados de saúde para os pacientes obesos.

Diversos estudos têm mostrado que a estigmatização não ajuda o paciente obeso a se engajar no tratamento; na verdade aumenta a culpa e o risco de compulsões alimentares, diminui a aderência em tratamentos de longo prazo e mudanças no estilo de vida.

Considerando tais dificuldades e o fato de não termos políticas de saúde pública eficazes, precisamos criar suporte a esses pacientes, diminuindo a ênfase em soluções rápidas que assumem que o indivíduo, isoladamente, seja capaz de responder às complexas questões associadas à obesidade e criar intervenções práticas, acessíveis, sustentáveis e trabalhar contra estereótipos de beleza.

 

Para saber mais:

Cadernos de Atenção Básica - obesidade. Ministério da Saúde, 2006.

Vicente Jr C, Timerman F, Alvarenga MS, Pisciolaro F, Polacow VO, Deram S. Nutrição comportamental no tratamento da obesidade. In: Alvarenga MS, Antonaccio CMA, Timerman F, Figueiredo M. Nutrição Comportamental. São Paulo: Manole, 2015.

Hill AJ. Obesity and eating disorders. Obesity reviews 2007, 8(supl1):151-155.

Cori G; Petty ML, Alvarenga MS. Atitudes de nutricionistas em relação a indivíduos obesos ? um estudo exploratório. Ciência e Saúde Coletiva, 2015; 20 (2):565-576.    

Redes Sociais

Acompanhe semanalmente as novidades sobre nossos trabalhos diretamente pelo seu e-mail

Além de dicas você saber sobre próximos eventos, congressos, seminários, exposições e muito mais

Conheça o Genta

Quem
Somos

Saiba mais

O que
escrevemos

Saiba mais

O que escreveram
de nós

Saiba mais

2017 ® Genta - Grupo Especializado em Nutrição e Transtornos Alimentares