Neo transtornos alimentares

Outros transtornos alimentares

 "Neo" Transtornos Alimentares

Alguns novos quadros têm sido sugeridos na literatura, embora não sejam ainda reconhecidos como transtornos alimentares.

Drunkorexia

Não é um TA reconhecido e os estudos sobre a mesma são extremamente limitados, a despeito do espaço dedicado pela mídia. Sugere-se que esse seria a combinação de três sintomas: restrição alimentar, consumo abusivo de bebidas alcoólicas e indução de vômitos. O "binge drinking" seria definido como 5 doses para homens e 4 doses para mulheres, em uma só ocasião. As pessoas afetadas restringiriam sua igestão alimentar para "poder" consumir as calorias das bebidas alcoólicas e, mesmo assim, induziriam o vômito para tentar purgar as mesmas calorias.

Em outros casos, o consumo excessivo de bebidas alcoólicas poderia ser um gatilho para compulsões alimentares, que seriam seguidas por vômitos auto-induzidos.

A literatura mostra que adolescentes preocupadas com o peso corporal têm maior chance de consumirem bebidas alcoólicas em excesso e que adolescentes que costumam ficar alcoolizadas têm maior chance de adotar comportamento purgativo. Além disso, quanto mais severa for a dieta praticada por uma mulher, maior é a probabilidade dela consumir bebidas alcoólicas.

Para saber mais:

National Center on Addicition and Substance Abuse at Columbia University. Food for Thought: Substance Abuse and Eating Disorders. Nova York: Columbia University; 2003.

Rojas DG. Análisis de la incidencia de los transtornos de la conducta alimentaria (TCA) en los factores de personalidad de los estudiantes de educación secundaria de Granada. 2009 [Tese apresentada à Facultad de Ciencias de la Educación, Universidad de Granada; Granada, Espanha].

BREWER, R.D.; SWAHN, M.H. Binge drinking and violence. JAMA, v.294, n.5, p.616-618, 2005.

Pregorexia

Termo para se referir a mulheres que reduzem as calorias e fazem exercício em excesso para evitar o ganho de peso na gestação.

Para saber mais:

Mathieu, J. What is pregorexia - J Am Diet Assoc, v.109, p.976-9, 2009.

Dunker, Alvarenga e Alves. Transtornos alimentares e gestação - uma revisão. Jornal Brasileiro de Psiquiatria, 58(1): 60-8, 2009.

Diabulimia

Pode ser definida pela omissão ou utilização de menos insulina que a necessária para o gerenciamento do Diabetes Mellitus (DM), com o objetivo de perda de peso. É um comportamento encontrado entre adolescentes ou adultos jovens com DM do tipo 1 que objetivam controlar ou perder peso manipulando a dose de insulina.

O CID-10 menciona, nos critérios diagnósticos para BN, este tipo de compensação: ?quando a bulimia ocorre em pacientes diabéticos eles podem omitir seu tratamento insulínico?.

Para saber mais:

Mathieu, J. "What is diabulimia" -. Am J Diet Assoc, v.108, p.769-70, 2008.

Ruth-Sahd, LA.; Schneider, M.; Haagen, B. - Diabulimia " what it is and how to recognize it in critical care". Dimens Crit Care Nurs, v.28, p.147-53, 2009.

Yan, L. " Diabulimia: a growing problem among diabetic girls". Nephrol News Issues, v.21, p.36-38, 2007.

Pereira RH, Alvarenga MS. Disordered Eating: Identifying, Treating, Preventing, And Differentiating It From Eating Disorders. Diabetes Spectrum 2007, 20(3):141-148.

Ortorexia nervosa

Ortorexia nervosa (ON) é um novo termo descrito como um comportamento obssessivo patológico caracterizado pela fixação por saúde alimentar. O quadro ainda não foi oficialmente reconhecido como um TA, mas discute-se o conceito, suas características, interações e sintomas.

Inicia-se com o desejo de melhorar a saúde, mas requer grande "autocontrole" para se manter uma dieta radicalmente diferente dos hábitos alimentares típicos daquela pessoa e cultura. A tônica dominante não é a preocupação com peso e sim o desejo de prevenir ou eliminar sintomas físicos (reais ou exagerados) ou de ser puro, natural (atingindo até conotações religiosas). As características principais seriam: fixação em alimentação saudável; definição bastante rígida do que é saudável, crenças nutricionais que variam entre indivíduos; definição do que é saudável muitas vezes usando fontes como a macrobiótica, "crudivorismo", vegetarianismo, dietas muito pobres em lipídeos, entre outras; visão de que os agrotóxicos, conservantes e outros aditivos são "químicas que fazem mal à saúde".

A vida interna do ortoréxico passa a ser resistir às tentações, se punir pelos lapsos, se congratular pelas restrições que consegue fazer e desprezar os "pobres mortais" que comem "junkie food". O cotidiano se torna extremamente limitado, devido ao padrão de alimentação, com o prazer alimentar é transferido dos meios para os fins e a tentativa de "catequização" dos demais e isolamento social.

A transferência do valor da vida para o ato de comer pode fazer da ortorexia um TA. Sendo que os lapsos na ?dieta perfeita? podem ser punidos com jejuns e dietas mais restritivas ainda (e eventuais purgações).

Para saber mais:

Martins et al. Ortorexia nervosa: reflexões sobre um novo conceito. Rev Nutrição. 2011.

Mathieu J. What is orthorexia -  J Am Diet Asso. 2005; 105(10):1510-1512.

Bartrina JA. Ortorexia o la obsesión por la dieta saludable. Arch Latinoam Nutr. 2007; 57(4):313-315.

Catalina Zamora, CML; Bote Bonaechea, B; Garcia Sánchez F; Rios Rial B. Orthorexia nervosa. A new eating behavior disorder - Actas Esp Psiquiatr. 2005; 33(1):66-68.

Autor Redação Genta

Equipe de Redação do Genta

Acompanhe todas as novidades do Genta e ainda ganhe gratuítamente dicas de saúde semanalmente por e-mail

Assinar agora

2017 ® Genta - Grupo Especializado em Nutrição e Transtornos Alimentares