Questionar!



Por Priscila Koritar, nutricionista


Outro dia estava passeando num shopping em São Paulo e me deparei com essa vitrine numa loja voltada para o público feminino. Foi impossível não me chocar!!!
Comecei a pensar em que momento isso se tornou um modelo na nossa cultura? Como pudemos deixar as coisas chegarem nesse ponto? O quanto esse modelo causa de impacto na nossa sociedade? Quem ganha com esse modelo? Qual é o preço que pagamos com nossas vidas para chegarmos o mais perto possível desse modelo? Será que é apenas o dinheiro despendido para aquisição de uma peça de roupa ou envolve insatisfação corporal, desejo de emagrecer, prática de dieta, culpa por comer?

Não pude deixar de me preocupar com as crianças e adolescentes que crescem desde cedo tão expostas a esse padrão de beleza tão inatingível e muito possivelmente distante do saudável e com as mulheres que assim como modelos querem ser desejadas ? muitas vezes na tentativa de serem amadas e valorizadas.


Diante da força de quem ganha com isso muitas vezes nos sentimos impotentes, mas sei que temos um papel fundamental e um compromisso ético e profissional com nossos pacientes e clientes: questionar, ponderar e discutir!

Autor Redação Genta

Equipe de Redação do Genta

Acompanhe todas as novidades do Genta e ainda ganhe gratuítamente dicas de saúde semanalmente por e-mail

Assinar agora

2018 ® Genta - Grupo Especializado em Nutrição e Transtornos Alimentares