O significado dos alimentos



Por Érika Romano, nutricionista

Outro dia me questionei: em todos esses anos de consultório, nunca uma paciente me disse que tinha sonhado com uma salada divina de folhas frescas e legumes tenros. E me pergunto: por que não? Tem coisa mais gostosa que num dia ensolarado começar suas refeições com todas as cores e frescor de uma salada? As gotas frescas de água envolvendo o alimento reluzente ao brilho do azeite extra virgem usado para o tempero... Isso sim parece sonho. Mas os sonhos vem travestidos de pesadelos, recheados de chocolates irresistivelmente malvados lutando bravamente contra sua força de vontade, o raivoso brigadeiro chutando sua negação e teimando em invadir sua boca sedenta por aquele sabor proibido... E o bombom, bonzinho ,consolando a sua dor. Comida? Sentimento? Qual o significado dos alimentos para você?

O doce pode ser amargo, e o arrepio da alma não vem do azedo. O que determina a sua fome? É biológico? Cultural? "Você tem fome de que?" Há quanto tempo você esta desconectado com o que você come? Você come o que quer? Sabe o que quer? Ou come o que a moda manda? Seus conceitos são baseados em que? Você sabia que o seu comportamento alimentar envolve ações e condutas alimentares regidas por seus pensamentos e afetos? Então como você escolhe o que come? 

Questione-se.

Conhecer-se é um processo, que deve ser guiado pela ciência, pensando nas ações, condutas e afeto que envolvem a sua alimentação. É fundamental para começar a compreensão do que você quer apropriar-se de si mesmo. Assim, talvez no sonho você encontre o que realmente gosta, e não um exército de alimentos erroneamente proibidos pronto para acabar com a sua boa forma fisica, mantida às custas de uma árdua escravidão nas dietas.

Autor Redação Genta

Equipe de Redação do Genta

Acompanhe todas as novidades do Genta e ainda ganhe gratuítamente dicas de saúde semanalmente por e-mail

Assinar agora

2017 ® Genta - Grupo Especializado em Nutrição e Transtornos Alimentares