Nosso calendário 2015 de presente pra você!


Por Paula Costa Teixeira, profissional de educação física

Já é de praxe o lançamento anual de calendários temáticos para arrecadar fundos para diferentes causas. Semanas atrás foi noticiado o lançamento de um calendário com outro objetivo: questionar qual a desculpa de mulheres mamães não se exercitarem (veja aqui). A iniciativa foi da americana Maria Kang, que se apresenta como esposa, mãe de três filhos e uma próspera cuidadora de seu lar. Maria já teve transtornos alimentares, conforme ela mesma comenta:

"Eu lutei contra distúrbios alimentares nos meus 20 e poucos anos, e meu organismo teve problemas anos depois. Eu não me amava até ficar grávida do meu primeiro filho, e então tive partos em 2009, 2010 e 2011. Neste período, continuei me exercitando e tendo uma dieta saudável, sempre pensando nas palavras Consistência, Disciplina, Foco e Fé. Eu acredito mesmo que pensamentos se tornam reais, e tudo que você sente por dentro se manifesta por fora [...] o fato de eu me exercitar não significa que eu negligencio meus filhos, que tenho mais dinheiro, que não tenho um emprego, que passo horas na academia, que nunca lutei contra problemas de saúde, que tenho uma genética incrível, que sou egocêntrica e vivo em vão. Eu organizo meu tempo, eu acho o tempo e priorizo meu tempo para fazer o que considero importante ".


O calendário, cujo logo é No excuse mom, traz histórias de 12 mulheres que após a gravidez, redescobriram seus corpos e se exercitam regularmente sem desculpas. Talvez o segredo delas seja o fato de terem conseguido se priorizar por alguns minutos todos os dias. Sim, porque, quem é mãe sabe muito bem que a prioridade são os filhos. Ao invés de ressaltar o tamanho dos seus corpos, as diferenças entre o ?antes e depois?, ou encher esses corpos de rótulos e adjetivos, é bacana destacar que elas conseguiram redefinir suas prioridades, e adotaram uma agenda que permite um estilo de vida ativo, paralelamente às atividades profissionais e à família (maternidade e marido).
Podemos ler essa notícia e criticá-la a partir de diferentes pontos de vista. Um deles é a reflexão sobre como é tênue a linha entre a saúde (bem-estar físico, mental e social) e a forma física. Ao invés de dar destaque a quantidade de quilos perdidos, fica a sugestão de ler a notícia analisando, por exemplo, quantas barreiras elas conseguiram superar, os sofrimentos que elas já enfrentaram, as dificuldades de criar filhos no mundo de hoje, a descoberta de se exercitar com prazer, a busca pela qualidade de vida, e o desejo de estar bem para dar conta de cuidar das suas famílias, em especial, dos seus filhos.
Nesse clima de final de ano, inspiramos-nos nessa noticia e destacamos 12 dicas, uma para cada mês do ano, para ajudar você a refletir sobre suas prioridades e ser mais crítica com a mídia.


Janeiro
Mês do verão, calor, sol e praia época em que as ?neuras? tendem a aumentar. Não é você quem tem que caber no biquíni e sim o biquíni caber em você. Todo ser humano possui qualidades e defeitos, se você ressaltar suas qualidades e aceitar que não existe perfeição no mundo real, sua energia positiva vai brilhar tanto quanto o sol!
Fevereiro
Em geral, a depender do calendário lunar, é o mês do carnaval. Neuras ainda em destaque porque, afinal de contas, a mídia precisa mostrar os blocos carnavalescos que desfilam corpos ?em forma? do ponto de vista da mídia, mas, da saúde (bem-estar físico, MENTAL e SOCIAL) será? Aproveite para refletir sobre o quanto a saúde das passistas é verdadeira, só tenha cuidado para não generalizar. O ambiente é propício para neuras, mas tem gente que se deixa e que não se deixa influenciar.
Março
Outono se aproxima. Mês do dia internacional da Mulher! E dá-lhe propaganda para o presente perfeito para a mulherada. O presente perfeito é se amar!
Abril
Páscoa! Oba! Chocolate sem culpa!! Porque o prazer também faz bem a saúde!
Maio
Mês das mamães! A mídia investe em propaganda com mamães cada vez mais jovens, já reparou? A casa perfeitamente arrumada, com a mesa de jantar perfeita, com filhos comportados que te dão aquele presente maravilhoso. E quem é mãe sabe que o melhor presente é todos os dias receber um abraço e ouvir um ?eu te amo? seja do marido, do filho, dos pais, dos amigos, etc.
Junho:

Férias escolares chegando: planeje atividades divertidas com seus filhos, amigos e família. Sem foco em queimar calorias, sem neuras! O foco é se divertir e viver um momento de alegria!
Julho
Inverno! Se dê de presente foundue, chocolate quente, chazinhos e todas as delícias que esquentam o corpo e a alma. Use seus músculos para abraçar bastante e aquecer vários corações!
Agosto
Mês dos papais, mas como os homens são menos consumistas que as mulheres, a mídia investe em propaganda para elas, afinal, são elas que compram o presente, na maioria das vezes. Presenteie seu pai, marido, companheiro com algo diferente, feito por você, cheio de afeto!
Setembro
Primavera chegando! Encha a casa de flores! Veja que lindas ficam as árvores da cidade! Pense na beleza do renascimento da vida e veja seu corpo da mesma forma: se transformando e mantendo você a cada dia! Celebre o corpo que você tem!
Outubro
Mês das crianças! Sabia que as agências de modelos evitam fazer anúncios com crianças com ?janelinhas?? É... Aquelas abertas pela queda do dente de leite. Tem mãe que gasta uma fortuna com o dentista para fazer prótese para os seus filhos não perderem contratos de propaganda, afinal o cachê é alto. Será que esse ambiente é saudável para o desenvolvimento das crianças? Vale uma reflexão. Planeje presentes educativos para seus filhos e atividades i para comemorar o dia das crianças (não as propostas consumistas da mídia).
Novembro
Este mês é cheio de feriados, antecipando o fim de ano. Como você aproveita o tempo? Que tal um pic nic no parque? Uma volta de bicicleta nas ciclovias da cidade? Um bate volta pra ver o mar? E que tal cozinhar com as crianças? Ir juntos ao mercadão e feira e interagir com os alimentos?
Dezembro
Mês do Natal! Agenda cheia de confraternizações, momentos sociais com diversas comidas deliciosas! Como fazer escolhas equilibradas para evitar exageros e comer sem culpa? Lembre-se que respeitar sensações de fome e saciedade, comer com atenção plena, degustar acompanhando cada pedaço, e interagir com todos levantando da mesa, se for preciso, são algumas estratégias. E lembre-se que comida deve alimentar também a alma, e não apenas o corpo!

Autor Redação Genta

Equipe de Redação do Genta

Acompanhe todas as novidades do Genta e ainda ganhe gratuítamente dicas de saúde semanalmente por e-mail

Assinar agora

2017 ® Genta - Grupo Especializado em Nutrição e Transtornos Alimentares