Transtornos alimentares em homens: obeso, fraco ou musculoso?


Por Alessandra Fabbri, nutricionista

Os transtornos alimentares (TA) são menos comuns entre os homens, embora este número esteja aumentando de maneira preocupante. Anteriormente, para cada 10 mulheres com TA, 1 homem tinha este mesmo diagnóstico, mas novos dados apontam que esta prevalência pode chegar até 3:1.

De maneira geral, as características dos TAs são semelhantes entre homens e mulheres, os mesmo critérios são utilizados para diagnosticar pessoas do sexo masculino ou feminino. Normalmente, os homens com esta patologia também possuem um medo intenso de engordar, preocupação exagerada com o peso e formas corporais, fazem dietas periodicamente excluindo da sua alimentação comidas ?engordativas? e ?gordurosas?. Pode haver associado ao quadro comportamentos compensatórios recorrentes, como vômitos, uso exagerado de laxantes e diuréticos, prática de exercícios físicos em excesso e longos períodos de jejum. Também pode haver episódios de compulsão alimentar (ingestão de um volume muito grande de comida com pouco ou quase nenhum prazer, de maneira rápida e acompanhada da sensação de perda de controle).

Os distúrbios associados à imagem corporal também atingem os homens. Geralmente, eles são mais preocupados com sua forma corporal do que com o peso em si, e desejam um corpo cada vez mais musculoso. Claro, não podemos esquecer que em alguns casos, principalmente nos diagnósticos de anorexia nervosa, eles também podem apresentar um corpo extremamente emagrecido. Ter tido obesidade na infância e adolescência pode ser um importante fator de risco para o desenvolvimento de transtorno alimentar nesta população.

Estamos vivendo uma importante mudança do padrão de beleza vigente, os ?corpos ideais? estão deixando de ser extremamente magros para se tornarem fortes e musculosos (independentemente do sexo). Acredito que a pressão sociocultural sobre o público masculino possa ter influenciado o aumento desta prevalência, nunca tivemos tantos produtos estéticos para homens no mercado e a venda de suplementos alimentares visando a hipertrofia muscular tem aumentado muito. Os homens, assim como as mulheres, estão ficando cada vez mais insatisfeitos com seus corpos.

Precisamos refletir sempre que a busca por um ?corpo perfeito? exigir um esforço sobrenatural para ser atingido. Como citei em outro texto para este blog (veja aqui), não existe um único ?corpo ideal?, mas sim um corpo/peso adequado que é diferente para cada pessoa, alcançado por meio da manutenção de um estilo de vida saudável, o que inclui: ter uma alimentação equilibrada e prazerosa, sem restrições, com a prática saudável e regular de atividade física igualmente prazerosa.

Pense nisso!

Referências:

1. Hudson JI, Hiripi E, Pope Jr HG, Kessler RC. The prevalence and correlates of eating disorders in the national comorbidity survey replication. Biol Psychiatry. 2007;61:348-358.

2. American Psychiatric Association (APA). Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais - DSM-5. 5ª Ed. Porto Alegre: Artmed, 2014.

3. Benninghoven D,Tadi? V,Kunzendorf S,Jantschek G. Body images of male patients with eating disorders. Psychother Psychosom Med Psychol.2007 Mar-Apr;57(3-4):120-7.

Autor Redação Genta

Equipe de Redação do Genta

Acompanhe todas as novidades do Genta e ainda ganhe gratuítamente dicas de saúde semanalmente por e-mail

Assinar agora

2018 ® Genta - Grupo Especializado em Nutrição e Transtornos Alimentares