7 coisas que comer normalmente pode fazer por você ? e que não tem nada a ver com o seu peso!

Por Cezar Vicente Jr, nutricionista

Há algum tempo a comida foi reduzida a manipulador do peso e forma corporal, infelizmente. Isso quer dizer que quase sempre quando se fala em comida as pessoas pensam se ela engorda ou emagrece, faz ganhar gordura ou músculos, se é ?comida de dieta? ou ?gordice?...


Esse jeito de pensar a alimentação é simplesmente reducionista. É como olhar para um quadro bonito e se fixar apenas sobre a sua moldura.


A comida é tão plural, com tantos símbolos, funções e repercussões que é praticamente impossível comer normalmente* se a comida e o comer forem diminuídos à apenas alterações no peso e forma física.


Felizmente comer normalmente pode fazer muito mais pelas pessoas do que alterar o peso / forma física:


1)      Dar energia e disposição

Todo o nosso corpo necessita de energia e nutrientes para funcionar adequadamente. Geralmente quando pensamos em energia para o corpo, automaticamente pensamos em energia para fazer atividades físicas e isso é verdade, mas é apenas uma parte da verdade! Nosso corpo precisa de energia e nutrientes mesmo se não praticarmos atividade física nenhuma. Algumas atividades acontecem 24 horas no nosso corpo involuntariamente: respiração, batimentos do coração, pensar, funcionamento do intestino, funcionamento dos rins, etc. Comer normal faz com que seja possível comer o quanto, quando e o quê o corpo precisa para manter todas suas funções adequadas. A tradução de todos esses processos invisíveis acontecendo naturalmente é sentir-se disposto e com energia!


2)      Melhorar o humor

Obviamente o humor depende de vários fatores, apenas um deles é a comida. O humor está em uma esfera emocional e psicológica, porém ele também passa por processos que envolvem hormônios, neurotransmissores, etc. que por sua vez precisam de nutrientes para serem fabricados. A falta de nutrientes e de energia perturba o equilíbrio de fabricação e utilização destes. De uma maneira prática, basta pensar em algum momento da sua vida em que precisou ficar mais tempo que o seu habitual sem comer. É muito comum ficar irritado, com dores de cabeça, com pouca paciência, nervoso, impaciente. Talvez já tenha percebido essas características mas nunca relacionou com a falta de comida. Comer evita essas situações e, sobretudo nessas situações, melhora o humor.


3)      Melhorar concentração

O nosso cérebro é uma das partes do nosso corpo que mais solicita nutrientes e energia constantemente ao longo do dia. A falta destes pode afetar em nossa concentração a curto prazo, e em casos mais extremos, pode afetar a longo prazo de forma irreversível. Crianças que estudam no período da manhã, por exemplo, e que tomam café da manhã conseguem se concentrar mais do que as crianças que estudam nesse mesmo período e que não tomam café da manhã. No trabalho acontece o mesmo, quantas vezes não estamos ?conseguindo pensar direito? quando está chegando ? ou já passou ? a hora do almoço? Comer normalmente ajuda a melhorar a concentração.


4)      Aproveitar melhor a comida

Comer normalmente envolve também comer coisas que gosta, mesmo que elas não sejam exatamente nutritivas. Afinal os nutrientes são apenas uma parte da comida. Outras são, o gosto, comer com outras pessoas, comer suas comidas preferidas, as preparações, o que você tem disponível, etc.

Aproveitar melhor a comida trata-se de ficar mais relaxado (no sentido de ?sem neuras? e não no sentido de ?descuido?) perante a comida e aí as coisas começam a equilibrar-se. Costumo utilizar o termo ?relacionamento com a comida?, pois é exatamente isso! Se toda vez que você se encontrar com a comida ficar muito nervoso, por exemplo, as chances de esse relacionamento ficar tranquilo são muito baixas. O grande ponto é que não podemos nos ?divorciar? da comida, ela está aí e vai estar enquanto estivermos vivos.

O melhor jeito de melhorar esse relacionamento é comer sem culpa e aproveitar a comida melhor, sentir o seu sabor, seu cheiro seu gosto, separar um tempo para ela...


5)      Envelhecer melhor

Embora muitas pessoas não queiram envelhecer, o envelhecimento é inevitável. Mas não é necessariamente algo ruim. Sim, algumas coisas se perdem... mas certamente outras se ganham com o envelhecimento. De qualquer modo, comer de maneira normal pode reduzir alguns efeitos não tão interessantes do processo de envelhecimento ? como algumas doenças/condições, ou diminuição de algumas funções.


6)      Proteger contra doenças

Esse é sem dúvida o mais óbvio dos benefícios do comer normal. É o mais citado pela grande mídia e os profissionais. É importante relembrar que o fato de não ter nenhuma doença não significa que uma pessoa seja saudável, e também o fato de uma pessoa ter uma doença não significa que ela não possa ser saudável com ela. De qualquer modo, a genética, os microrganismos, o stress, e também os nutrientes (além de muitos outros) têm relações importantes com o desenvolvimento de doenças. E por mais incrível que pareça eles estão conectados, o comer, os nutrientes, o stress, os microrganismos e a genética. Mais importante do que saber o que cada nutriente protege, causa, aumenta ou diminui a probabilidade de ter ? até porque isso é uma grande polêmica, e na minha opinião sempre será ? é importante saber que comer normalmente ajuda a ficar longe de muitas doenças. Nota mental: Comemos comidas e não nutrientes, e esse é um dos motivos porque sempre esse assunto será uma polêmica.


7)      Tornar mais saudável

Tornar-se mais saudável, entendendo saúde de uma perspectiva mais ampla, pode ser traduzido como tão falado bem-estar. É importante destacar que ter saúde não deve um objetivo de vida. Para Reys (2012) ?saúde é uma condição em que um indivíduo ou grupo de indivíduos é capaz de realizar suas aspirações, satisfazer suas necessidades e mudar ou enfrentar o ambiente. A saúde é um recurso para a vida diária, e não um objetivo de vida; é um conceito positivo, enfatizando recursos sociais e pessoais, tanto quanto as aptidões físicas. É um estado caracterizado pela integridade anatômica, fisiológica e psicológica; pela capacidade de desempenhar pessoalmente funções familiares, profissionais e sociais; pela habilidade para tratar com tensões físicas, biológicas, psicológicas ou sociais com um sentimento de bem-estar e livre do risco de doença ou morte extemporânea. É um estado de equilíbrio entre os seres humanos e o meio físico, biológico e social, compatível com plena atividade funcional.?.

Comer normal ajuda sim a ficar mais saudável. E ter saúde é um meio, mas um meio pra quê? ?Por que queremos ficar saudáveis?? acho que essa é uma pergunta interessante para se pensar.

Independente da resposta, comer normalmente sem dúvida é algo prazeroso.


É extremamente importante saber que o peso não determinante central da saúde e que é possível promover saúde para uma pessoa independente do seu peso. Isso significa que independente do peso da pessoa existem coisas que ela pode fazer para tornar-se saudável e isso não necessariamente significa que ela ?precisa perder peso?. Essa é uma das premissas das abordagens Health at Every Size (HAES), ou Saúde em Todos os Tamanhos. Recentemente foi publicado mais um artigo sobre o tema (aqui). E você pode ler mais sobre o tema em outros posts aqui e aqui.



*Comer Normal: Aqui, para todos os efeitos, entende-se ?comer normal? como algo que engloba também a alimentação saudável ? do ponto de vista nutricional. O conceito de comer normal que norteia o texto é o criado por Ellyn Satter (2008):

?Comer normalmente é ser capaz de comer quando você está com fome e continuar comendo até você ficar satisfeito. É ser capaz de escolher os alimentos que você gosta e comê-los até aproveitá-los suficientemente ? e não simplesmente parar porque você acha que deveria. Comer normalmente é ser capaz de pensar um pouco para selecionar alimentos mais nutritivos, mas sem ser tão preocupado e restritivo a ponto de não comer os alimentos mais prazerosos. Comer normalmente é dar permissão a você mesmo para comer às vezes porque você está feliz, triste ou entediado ou apenas porque é tão gostoso. Comer normalmente é, na maioria das vezes, fazer três, quatro ou cinco refeições por dia, ou deixar a sua fome guiar quantas vezes vai comer ao longo do dia. É também deixar de comer algum pedaço de bolo porque você pode comer mais amanhã ou então comer mais agora porque ele é maravilhoso enquanto ainda está quentinho. Comer normalmente é comer em excesso às vezes e depois se sentir estufado e desconfortável. Também é comer pouco de vezes em quando, desejando ter comido mais. Comer normalmente é confiar que seu corpo conseguirá corrigir os pequenos ?erros? da sua alimentação. Comer normalmente requer um pouco do seu tempo e atenção, mas também ocupa o lugar de apenas uma área importante, entre tantas, de sua vida.


Resumindo, o ?comer normalmente? é flexível. Ele varia em resposta às suas emoções, sua agenda, sua fome e sua proximidade com a comida e seus sentimentos.? (Adaptação e tradução livre).

Autor Redação Genta

Equipe de Redação do Genta

Acompanhe todas as novidades do Genta e ainda ganhe gratuítamente dicas de saúde semanalmente por e-mail

Assinar agora

2017 ® Genta - Grupo Especializado em Nutrição e Transtornos Alimentares