É mesmo possível modelar o corpo?



Por Marcela Kotait, nutricionista


Tanta promessa milagrosa! Tanto remédio, procedimento estético, dieta, suco, massagem, cinta modeladora, exercício, comidas mágicas. Tanta coisa para ajudar e você só não é "perfeito" por falta de força de vontade.


Calma! Esse texto contém muita ironia!!!


Infelizmente, somos bombardeados por falsas promessas para mudar o corpo e então sermos felizes. Não caia nessa! O caminho para uma relação saudável com o corpo está justamente em negar todas as mágicas e respeitar-se na individualidade das suas formas.


É preciso entender que cada corpo carrega consigo características que o tornam único e que devem ser entendidas de maneira global.


A vontade de emagrecer e modelar o corpo é, muitas vezes, introjetada sem que a maioria das pessoas perceba e por isso parece ser tão simples moldar a forma corporal na maneira que se deseja. Se somarmos a isso a quantidade absurda de produtos que prometem o mesmo, cria-se a ideia de que só não tem o corpo dos sonhos quem não quer.


Comer de maneira mais saudável inclui o respeito ao corpo e às suas sensações, os sinais de fome e saciedade não devem ser ignorados. Perder ou ganhar peso deve ser algo adquirido como consequência de boas práticas alimentares e não com sofrimento e punição, pois sabemos que os resultados não são sustentáveis desta maneira.


Por isso, antes de sair gastando com as promessas de revistas e produtos, procure se conectar com seu corpo e entendê-lo.

Autor Ana Carolina

Acompanhe todas as novidades do Genta e ainda ganhe gratuítamente dicas de saúde semanalmente por e-mail

Assinar agora

2018 ® Genta - Grupo Especializado em Nutrição e Transtornos Alimentares