Transtorno da Compulsão Alimentar

Transtorno da Compulsão Alimentar
O Transtorno da Compulsão Alimentar (TCA) foi descrito por Stunkard (1959), num grupo de obesos com episódios compulsivos, mas sem medidas compensatórias restritivas ou purgativas como em pacientes com BN.

O TCA é um transtorno de alimentação que se caracteriza por ingestão de grande quantidade de alimento, em um período de tempo delimitado, que ocorrem pelo menos dois dias por semana durante seis meses, associados à perda de controle sobre a qualidade e quantidade de comida ingerida, sentimentos de angústia subjetiva, nojo, vergonha e culpa por não ter o autocontrole sobre o alimento, conflito de convivência social e isolamento, não acompanhados de comportamentos compensatórios dirigidos para a perda de peso.

Pacientes com TCA são grupo de risco para ganho de peso, sendo que aproximadamente 65% são obesos, embora esse transtorno possa ocorrer também em indivíduos com peso normal. Sabe-se que eles têm maior comorbidade com depressão, abuso de álcool e drogas, transtorno de personalidade, doenças crônicas, como diabetes mellitus, hipertensão arterial sistêmica, doenças cardiovasculares e síndrome metabólica, e insatisfação com a imagem corporal quando comparados com os obesos sem o transtorno.

Para saber mais consulte:

PISCIOLARO F, AZEVEDO AP. Transtorno da compulsão alimentar periódica. In: CORDÁS TA, KACHANI AT et al. Nutrição em Psiquiatria. Porto Alegre: Artmed, 2010, pp. 167-179.

PISCIOLARO F, AZEVEDO AP. Transtornos alimentares e obesidade. In: ALVARENGA M, SCAGLIUSI GB, PHILIPPI ST (Org.). Nutrição e Transtornos Alimentares: avaliação e tratamento. Barueri: Manole, 2010, pp. 85-98.

Autor Redação Genta

Equipe de Redação do Genta

Acompanhe todas as novidades do Genta e ainda ganhe gratuítamente dicas de saúde semanalmente por e-mail

Assinar agora

2017 ® Genta - Grupo Especializado em Nutrição e Transtornos Alimentares