Kit para detecção de notícias nonsense em Nutrição

Por Marle Alvarenga, nutricionista


O site Dieteticallyspeaking da nutricionista Irlandesa Maeve Hanan publicou semana passada uma matéria interessante (https://dieteticallyspeaking.com/nutritional-nonsense-detection-kit/), cujos principais pontos destaco aqui.

 

Ela destaca o absurdo de notícias nonsense em Nutrição, e como as pessoas acabam se influenciando por elas, e propõe uma lista para se poder filtrar o que é mal feito e falso:

 

1) A FONTE É RESPEITÁVEL?

Temos um problema importante hoje no qual todo mundo se acha um expert em nutrição, incluindo blogueiras, celebridades que promovem dietas da moda. Mas há os que se auto proclamam nutricionistas, e jornalistas sem treinamento em ciências da nutrição que também não ajudam em nada.

 

Também se recomenda observar se o autor tem conflitos de interesse, ou se suas crenças pessoais - mais do que evidências científicas - direcionam a sua fala.


2) PRESTE ATENÇÃO NAS BANDEIRAS VERMELHAS DAS NOTÍCIAS nonsense!

Muitas destas notícias têm a ver com dietas da moda, atenção; se há o foco abaixo, fuja!

- Foco obsessivo em nutrientes ou alimentos específicos (dieta de sucos, dieta crua)

- Restrição importante (jejum, cortar grupos de alimentos)

- Promessas irreais (perda rápida de peso, shakes que faze, queimar gordura)

- Propaganda de detox (nosso corpo faz isto sozinho!!)

- Uma dieta que serve pra tudo e todos (sem considerar fatores médicos, psicológicos e sociais)

- Foco conspiratório (como não considerar nenhum conselho nutricional porque a indústria de alimentos e farmacêutica está atrás de tudo)

- Foco anti médico (promoção de tratamentos alternativos no lugar de tratamentos médicos bem estabelecidos)

- Base em "medicina complementar" (lavagem colón, análise de fios de cabelo)

- Encorajamento de uso de megadoses de suplementos vitamínicos e minerais (promessa de nutrição ?ótima? com isto)

- Foco na aparência no lugar de saúde ("shake contra rugas")

- Pressão para comprar algo (seja suplemento, prescrição, livro)

- Prescrição de substâncias não comestíveis (carvão)

- Demonização de certos alimentos (e uso da hashtag cleaneating)

 

Escrevemos bastante aqui sobre dietas da moda e porque elas não funcionam e suas consequências, mas acreditamos que vale a pena repetir a importância de prestar atenção nas fontes e nos absurdos publicados atualmente sobre Nutrição, uma vez que os textos se multiplicam pela rede, que vivemos em tempos de "fake news", de notícias falsas e sem fontes confiáveis; ou de interpretações disfuncionais e moralistas sobre comida.


Preste atenção e filtre o que você lê!

 

Autor Fernanda Timerman

Acompanhe todas as novidades do Genta e ainda ganhe gratuítamente dicas de saúde semanalmente por e-mail

Assinar agora

2019 ® Genta - Grupo Especializado em Nutrição e Transtornos Alimentares